jump to navigation

Roster final – Análise (Parte 1) 07/09/2009

Posted by Pidots in Sem categoria.
trackback

Definidos quem fica, quem sai e quem vai fazer parte do Practice Squad, vamos analisar o roster do Steelers para identificar as posições bem servidas de titulares e reservas e as posições onde podem haver melhoras. Começando pelo ataque:

Ataque

Quarterbacks : Ben Roethlisberger, Charlie Batch e Dennis Dixon

-O grupo se mantem o mesmo do ano passado. Big Ben é um dos melhores QBs da liga e vem pra essa temporada esperando um melhor trabalho da linha ofensiva para evitar contusões como a que sofreu na primeira partida da temporada passada e que acabou o prejudicando por todo resto da temporada. Batch é um reserva confiável, experiente, conhece bem o esquema de jogo do nosso ataque e comete poucos erros. Dixon vem pra sua segunda temporada com um pouco mais de experiencia mas ainda não deve ser o reserva imediato de Big Ben, serviço para o qual ele está sendo preparado.

Running Backs : Willie Parker, Rashard Mendenhall, Mewelde Moore, Frank Summers

Willie Parker e Mendenhall vem pra temporada inteiros depois de um ano passado complicado. Parker sofreu com várias contusões durante toda a temporada enquanto Mendenhall só jogou nos primeiros 3 jogos e depois  perdeu o resto da temporada com uma contusão no ombro. Parker e Mendenhall devem alternar nos 1° e 2° downs enquanto Mewelde Moore assume como 3rd down back já que faz um melhor trabalho recebendo passes e no chamado blitz pickup que é a capacidade de identificar os blitzers da defesa adversária e evitar que eles cheguem ao QB. Frank “The Tank” Summers deve jogar pouco tempo, mais como Fullback e Running Back em situações de poucas jardas.

Wide Receivers : Hines Ward, Santonio Holmes, Limas Sweed, Mike Wallace, Shaun McDonald e Stefen Logan

-Hines Ward é o go-to-guy de Big Ben e vai ser o alvo procurado em situações críticas como 3rd downs e em passes mais curtos. Santonio Holmes é um dos melhores playmakers da NFL e eu pessoalmente gostaria de ver ele recebendo mais bolas esse ano. Limas Sweed se mostrou nessa pré-temporada um jogador completamente diferente do novato sem confiança do ano passado. Ele vai ter sua grande chance de provar que valeu o investimento (2nd round pick) já que entra na temporada como 3° WR e deve ser bem acionado por Big Ben por ser um alvo grande, o  WR mais alto do time. Mike Wallace é o jogador mais rápido do time e se mostrou muito bem para um novato na pré-temporada. Shaun McDonald é um jogador experiente e de características que lembram a de Hines Ward como um WR que não dropa bolas e é um alvo confiavel no meio do campo. Stefan Logan se garantiu no roster final por suas habilidades como retornador.

Tight Ends : Heath Miller, Matt Spaeth e David Johnson

-Heath Miller é um dos TE mais completos da liga. Bloquea bem e é um ótimo alvo para Big Ben no jogo aéreo. O “gigante” Matt Spaeth é um TE mediano, mais usado nos bloqueios do que no jogo de passes e exerce um papel relativamente importante no ataque de Bruce Arians, que prefere formações com 2 TE a formações com 1 FB no backfield. David Johnson é um rookie de 7° round que surpreendeu a todos e conseguiu seu lugar no roster. Na pré-temporada se mostrou um ótimo bloqueador (inclusive foi o único jogador que conseguiu empurrar James Harrison uma polegada para trás) e deve exercer um papel semelhante ao de Sean McHugh na temporada passada, ou seja, um jogador que pode ser um hibrido entre TE e FB.

Offensive Tackles : Max Starks, Willie Colon, Tony Hills e Ramon Foster

-Starks é um LT extremamente forte e grande. Tem como ponto forte os bloqueios no jogo corrido mas não tem tanta agilidade e por isso tem dificuldades contra DEs rápidos como Dwight Freeney e Jason Taylor. Willie Colon é um caso muito parecido com Starks, bom no jogo corrido e no maximo regular no “pass blocking”. Tony Hills se mostrou muito melhor nessa pré-temporada do que na temporada passada, a sua primeira na NFL. Hills se mostrou muito bem em algumas partidas como contra o Cardinals. É o reserva imediato para as duas posições de OT. Ramon Foster é um rookie undrafted que apareceu como surpresa e que deve ser trabalhado por um tempo até estar pronto pra jogar na NFL.

Guards : Chris Kemoeatu, Trai Essex e Kraig Urbik

-Chris Kemoeatu assinou um novo contrato na offseason e chega para essa temporada mais experiente depois de sua primeira temporada como LG titular. Kemo é um G muito forte e relativamente agíl para seu tamanho mas não é muito inteligente. A experiencia adquirida por Kemo na temporada passada deve ajudar muito o seu jogo nessa temporada. Trai Essex se aproveitou da contusão de Darnell Stapleton (que foi colocado na IR e só volta ano que vem) e assumiu a vaga de RG titular. Essex é originalmente um OT e vem trabalhando intensivamente nos ultimos tempos para se adaptar completamente a nova posição. Kraig Urbik foi draftado na 3° rodada do último draft e está sendo trabalhado para assumir como guard titular no futuro.

Centers : Justin Hartwig e Doug Legursky

-Justin Hartwig foi creditado como o C que mais cedeu sacks na temporada passada. Apesar disso, Hartwig fez uma temporada sólida e foi um upgrade tremendo em relação a seu antecessor, Sean Mahan. Doug Legursky conseguiu seu lugar no roster depois de uma temporada no practice squad. Ele se apresentou bem quando teve que jogar com o time titular contra a defesa titular do Cardinals por causa da contusão de Hartwig. É um reserva confiável e pode ser nosso C do futuro já que Hartwig entra para seu último ano de contrato.

No ataque temos como ponto fraco a linha ofensiva mas esse é um grupo que eu pessoalmente acredito em melhora em relação às últimas duas temporadas.  Nas chamadas “skill positions” temos grupos fortes, principalmente os RBs. Os WRs dependem de como Sweed e Wallace vão ser comportar na temporada. Apesar de não ser a unidade mais forte do time e nem uma das mais fortes do campeonato, Big Ben deve garantir um desempenho pelo menos suficientemente bom do ataque durante o ano. Here We Go Steelers !

Comentários»

1. Salgado - 07/09/2009

Otima Analise, Pidots.

2. Guilherme - 07/09/2009

Bom, eu pessoalmente acho que o roster do Steelers conseguiu ficar ainda melhor em relação ao ano passado. No ataque eu destaco como upgrades Limas Sweed, David Johnson, Trai Essex e Frank Summers. Principalmente o TE Davis Johnson, em relação a Matt Spaeth nos bloqueios, com ele na formação de 2 TEs e eventualmente o Summers de FB; Steelers deverá se sair melhor em situações de short yardage e na goal line, pontos fracos do time na temporada passada.

3. Shiba - 07/09/2009

Òtimo post Pidots, parabéns !


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: