jump to navigation

Steelers bastante ativo no Free Agency 18/03/2010

Posted by Pidots in Sem categoria.
add a comment

Num período de Free Agency atípico para o Steelers, o front office fez várias  movimentações de renovações e contratações. As primeiras movimentações garantiram a permanencia de dois jogadores importantes que tinham contratos expirando no dia 3 março para a próxima temporada: Casey Hampton e Jeff Reed. Hampton assinou uma extensão de contrato por 3 anos e nesse período vai receber 21 milhões de doláres. Já Reed recebeu o Franchise Tag e na próxima temporada vai receber exatos 2.418 milhões de doláres.

Nesse período de renovações tambem era  esperada a renovação de Ryan Clark mas ela não veio tão rápido. O contrato de Clark expirou dia 2 de março e ele ficou livre pra assinar com qualquer outro time da liga. Clark foi atrás de novos times e estava prestes a assinar um contrato com o Miami Dolphins quando recebeu uma ligação de Mike Tomlin dizendo que o Steelers iria lhe oferecer um novo contrato em pouco tempo. Clark deixou o Dolphins na mão e assinou um novo contrato com o Steelers na duração de 4 anos e vai receber 14 milhões de doláres nesse período.

Além dessas renovalções o Steelers ainda trouxe de volta dois veteranos campeões de SB com a franquia que haviam deixado o time nos ultimos anos: Larry Foote e Antwaan Randle El. Foote havia deixado a franquia no ultimo periodo de free agency para defender o time de sua cidade natal, o Detroit Lions, mas assinou um contrato de apenas 1 temporada e estava livre novamente nesse free agency e decidiu voltar para sua verdadeira casa, onde venceu 2 Superbowls como titular ao lado de James Farrior como LBs no meio da nossa defesa. Randle El foi campeão do Superbowl XL contra o Seahawks e o WR foi um dos protagonistas de uma das jogadas mais clássicas da história do Steelers. Foote assinou um contrato de 3 anos (9.3 milhões), assim como Randle El. Outras contratações feitas foram a do WR Arnaz Battle, ex-49ers(3 anos, 4 milhões), o Safety Will Allen, ex-Bucs, (3 anos, 4.5 milhões) e o OT Jonathan Scott,ex-Bills, que veio por recomendação do novo tecnico da linha ofensiva, Sean Kugler.

Essas contratações devem melhorar os Special Teams já que Will Allen e Battle são ótimos jogadores de ST. Alem disso o caminho está aberto para o time ir atrás de OL ou CB no draft já que outros buracos que poderiam se abrir no time foram fechados com essas movimentações. O Steelers não deve fazer grandes movimentações até o Draft mas ainda antes da temporada é esperado que o time renove o contrato de Santonio Holmes e LaMarr Woodley que estão nos seus ultimos anos.

Anúncios

Curtinhas 09/01/2010

Posted by Pidots in Sem categoria.
3 comments

Bruce Arians continua como coordenador ofensivo

Depois de uma reunião com Mike Tomlin, ambas as partes chegaram a um acordo e Bruce Arians continua como responsavel pelo ataque do Steelers em 2010.

Sobre o comando de Arians, nessa temporada o Steelers teve pelo primeira vez na história um QB com 4000 jardas, 2 WR 1000 jardas recebidas e 1 RB com 1000 jardas corridas.  Tambem na ultima temporada Big Ben sofreu 50 sacks, maior marca da sua carreira.


Larry Zierlein e Bob Ligashesky fora

Apesar da manutenção de Arians, Mike Tomlin já providenciou algumas mudanças no coaching staff. O tecnico da linha ofensiva Larry Zierlein foi demitido depois de péssimas temporadas seguidas. Outro demitido foi Bob Ligashesky, coordenador dos special teams, que tiveram um ano pífio principalmente em relação à cobertura de kickoffs e punts. O favorito para o cargo de Ligashesky é Bobby April que era responsavel pelos STs do Buffalo Bills e já foi tambem o ST coach do Steelers em 1994 e 95.


Ken Anderson se aposenta

Outro tecnico que não estará com o Steelers em 2010 é Ken Anderson, tecnico dos quarterbacks. Depois de 33 temporadas seguidas na NFL como jogador e tecnico, Anderson, que foi o treinador de QBs do Steelers nos ultimos 3 anos, decidiu se aposentar aos 61 anos.

Classificação para playoffs – Cenários 29/12/2009

Posted by Pidots in Sem categoria.
add a comment

Depois de uma temporada de altos e baixos o Steelers chega na última semana da temporada ainda com chances de chegar aos playoffs mas a situação do time é complicada já que para se classificar para a pós-temporada o time precisa de vencer o jogo contra o Miami Dolphins e torcer por alguns resultados. Aqui vão as combinações de resultados que o Steelers precisa:

1º- Steelers vence. Jets e Texans perdem – O Texans enfrenta o Patriots e o Jets enfrenta o Bengals. Pats e Bengals já estão classificados para os playoffs mas ainda lutam entre si pelo seed#3 que dá a vantagem de jogar em casa na final de conferencia caso os seed#2 e #1 sejam derrotados no Divisional Round. Jets e Texans jogam em casa.

Nesse cenário:

Baltimore, Pittsburgh e Denver:9-7

NY Jets e Houston: 8-8

Sendo assim o seed#5 é do Ravens por ter uma campanha melhor dentro da divisão que a do Steelers e do Broncos

Seed#6 é do Steelers por ter ganho do Broncos na temporada regular

2ºSteelers vence. Jets, Broncos e Ravens perdem – O Ravens vai a Oakland enfrentar o Raiders. A tendencia é o Ravens vencer a partida porem o Raiders é um time capaz de aprontar surpresas como fez justamente contra o Steelers em Pittsburgh e contra o Broncos em Denver. O Broncos recebe o Chiefs e é franco favorito nesse confronto mas o time vem numa decadencia absurda desde que iniciou a temporada com 6 vitórias consecutivas.

Nesse cenário:

Houston e Pittsburgh: 9-7

Jets, Broncos e Ravens: 8-8

Houston fica com o Seed #5 por ter um melhor recorde contra adversário em comum com o Steelers

Steelers seed #6

3ºSteelers vence. Texans e Ravens perdem

Nesse cenário:

Steelers, Jets e Broncos: 9-7

Texans e Ravens: 8-8

Seed #5 é do Jets por ter melhor recorde dentro da conferencia que o Steelers (empate com o Broncos nesse critério) e por ter melhor recorde contra adversários em comum com o Broncos

Seed #6 é do Steelers por ter vencido o confronto direto com o Denver Broncos

A situação do Steelers ainda é bastante complicada mas a esperança continua viva. O cenário nº1 é claramente o mais possível já que derrotas de NY e Houston para Cincy e NE são resultados totalmente cabíveis e nos outros cenários precisamos da ajuda pouco provável de Oakland Raiders e KC Chiefs.

Roster final – Análise (Parte 3) 09/09/2009

Posted by Pidots in Sem categoria.
add a comment

Pra finalizar a análise do roster final do Steelers vamos falar sobre os Special Teams e sobre o Practice Squad.

  • Kicker : Jeff Reed

-Reed é um dos melhores e mais confiáveis kickers da NFL no momento. Raramente perde um FG e tem a potencia necessária no chute para fazer longos FGs. Ele detem o recorde de field goal mais longo da história do Heinz Field (50 jardas) e é bem habituado a chutar em condições adversas de vento, chuva e neve.

  • Punter : Daniel Sepulveda

-Depois de um ano lastimavel com Mitch Berger e Dave Zastudil nos punts, esse ano temos de volta Daniel Sepulveda, que perdeu a temporada passada com uma lesão no joelho direito (perna de apoio). Sepulveda se mostrou muito bem na pré-temporada e está preparado para a temporada. (mais…)

Roster final – Análise (Parte 2) 09/09/2009

Posted by Pidots in Sem categoria.
1 comment so far

Continuando a análise s 53 jogadores do Roster para essa temporada, hoje vamos falar sobre a defesa, com certeza a unidade mais forte do time e provavelmente a unidade mais dominante da liga (entre ataque, defesas e special teams).

Defesa

  • Defensive Ends : Aaron Smith, Brett Keisel, Ziggy Hood, Nick Eason e Travis Kirschke

-Nossos DEs, assim como a maioria dos DEs de 3-4 da liga, não aparecem muito estatisticamente mas são essenciais para o bom funcionamento da defesa. Aaron Smith é um dos melhores (e mais underrateds) DEs de 3-4 da liga e é uma tarefa muito dificil para qualquer adversário correr a bola pelo lado em que ele está alinhado. Brett Keisel não é tão dominante quanto Smith mas é um jogador que cumpre bem seu papel de ocupar bloqueadores e ainda consegue aplicar um pouco de pressão nos QBs adversários. Ziggy Hood jogou muito bem na pré-temporada e acredito que já vai participar bem da rotação já nesse ano. Eason e Kirschke são reservas confiáveis e bons jogadores para a rotação. Não fazem grandes jogadas mas tambem não comprometem o bom funcionamento da defesa.

  • Nose Tackles : Casey Hampton e Chris Hoke

Casey Hampton é um dos grandes (literalmente) NTs da liga. O principal papel de um NT no 3-4 é ocupar bloqueadores para os LBs “voarem” livres. Hampton faz isso como poucos, é a ancora da melhor defesa da liga  e já foi ao Pro Bowl por 4 vezes. Chris Hoke é um ótimo reserva, tem jogo para ser titular em outros times da liga e substitui Hampton muito bem em casos de contusão ou cansaço durante os jogos.

  • Inside Linebackers : James Farrior, Lawrence Timmons, Keyaron Fox

O grupo de LBs mais forte da liga começa com Farrior e Timmons no meio. Farrior é um jogador experiente (34 anos), extremamente inteligente e rápido para um LB o que faz dele um dos ILBs mais completos da liga. Tem tecnica apuradissima (ano passado chegou a pesar 215 Lbs no fim da temporada e não perdeu tackles ou disputas por causa disso) e é o capitão da nossa defesa, o jogador que tem o ponto no capacete para ouvir as instruções de Dick LeBeau. Lawrence Timmons vai assumir inteiramente a posição de ILB depois de uma temporada rookie no banco e dividir a posição com Larry Foote no ano passado. Timmons é um LB extremamente atlético e tem como ponto forte a cobertura. Precisa deve “>melhorar no chamado “run stuffing”, a capacidade de escapar de bloqueadores e parar o jogo corrido, mas isso deve melhorar com o tempo. Keyaron Fox é um reserva muito competente e muitos acham que Fox merecia dividir tempo de jogo com Timmons. Já que temos apenas 3 ILBs e 2 são titulares Fox deve ter bastante “playin’ time”.

  • Outside Linebackers : James Harrison, LaMarr Woodley, Andre Frazier, Arnold Harrison e Pat Bailey

-James Harrison é o atual Jogador Defensivo da NFL e despensa apresentações. É um jogador extremamente completo: ótimo parando o jogo corrido e na cobertura, um dos melhores pass rusher da liga e tem uma ótima ética de trabalho.  LaMarr Woodley começou o ano passado (sua primeira temporada como titular) muito bem mas no fim da temporada apresentava sinais de cansaço, inclusive comentou sobre isso dizendo estar sentindo a diferença entre a curta temporada da NCAA e a temporada de 16 jogos da NFL. Depois de uma bye week antes da estréia nos playoffs Woodley voltou arrasador e conseguiu 2 sacks em todos os jogos dos PO, aumentando uma sequencia (4 jogos de PO seguidos com 2 sacks) que já vinha desde os playoffs da temporada anterior. Andre Frazier, Arnold Harrison e Pat Bailey são reservas medianos que tem participação discreta na defesa mas são peças importantes nos special teams.

  • Cornerbacks : Ike Taylor, William Gay, Deshea Townsend, Keenan Lewis, Joe Burnett e Keiwan Ratliff

-Ike Taylor é um ótimo cornerback mas tem problemas para interceptar passes. Apesar disso Taylor é um CB muito rápido e é alto e forte para a posição por isso cumpre um papel muito importante para ser CB no Steelers: ajudar a parar o jogo corrido. William Gay jogou boa parte da temporada passada em revezamento com Bryant McFadden e essa temporada finalmente assume como CB titular do lado direito. Townsend é um veterano e apesar de já não ter tanta velocidade e vigor físico como os outros CBs, é considerado um dos jogadores mais inteligentes do time. Lewis e Burnett são rookies e devem ver pouco tempo de jogo esse ano. Os dois se mostraram bons jogadores na pré-temporada e devem ser trabalhados para assumirem maiores responsabilidades nas próximas temporadas. Ratliff é um jogador que já tem certa experiencia e é um bom reserva. Deve ser mais usado nos jogos do que os rookies devido, justamente, ao quesito experiencia. Ratliff, Lewis e Burnett são jogadores importantes para o ST.

  • Strong Safeties : Troy Polamalu e Tyrone Carter

– Polamalu é o melhor SS da liga e é uma uma “>especie de símbolo da defesa, tanto pelo seu “corte” de cabelo peculiar quanto pelo seu estilo de jogo que lhe é exclusivo. Polamalu é um jogador completo e dá para a defesa uma dimensão única. Ty Carter é um reserva já veterano e não muito confiável visto que já não é um jogador muito rápido.

  • Free Safeties : Ryan Clark e Ryan Mundy

– Ryan Clark é um jogador muito confiavel e sua segurança na cobertura é o que possibilita que LeBeau use Polamalu como uma especie coringa. Clark é tambem conhecido por alguns hits mais fortes. Ryan Mundy conseguiu seu lugar no roster depois de uma pré-temporada consistente mas não deve ter muito tempo em campo nessa temporada.

A defesa volta tão forte quanto acabou a temporada passada. As únicas mudanças foram as entradas de Timmons e Gay nos lugares de Larry Foote e Bryant McFadden, respectivamente, porem em ambos os casos os jogadores já estavam revezando como titulares então as mudanças não deverão ser sentidas tanto no aspecto do entrosamento entre os jogadores quanto tecnicamente.

Roster final – Análise (Parte 1) 07/09/2009

Posted by Pidots in Sem categoria.
3 comments

Definidos quem fica, quem sai e quem vai fazer parte do Practice Squad, vamos analisar o roster do Steelers para identificar as posições bem servidas de titulares e reservas e as posições onde podem haver melhoras. Começando pelo ataque:

Ataque

Quarterbacks : Ben Roethlisberger, Charlie Batch e Dennis Dixon

-O grupo se mantem o mesmo do ano passado. Big Ben é um dos melhores QBs da liga e vem pra essa temporada esperando um melhor trabalho da linha ofensiva para evitar contusões como a que sofreu na primeira partida da temporada passada e que acabou o prejudicando por todo resto da temporada. Batch é um reserva confiável, experiente, conhece bem o esquema de jogo do nosso ataque e comete poucos erros. Dixon vem pra sua segunda temporada com um pouco mais de experiencia mas ainda não deve ser o reserva imediato de Big Ben, serviço para o qual ele está sendo preparado.

Running Backs : Willie Parker, Rashard Mendenhall, Mewelde Moore, Frank Summers

Willie Parker e Mendenhall vem pra temporada inteiros depois de um ano passado complicado. Parker sofreu com várias contusões durante toda a temporada enquanto Mendenhall só jogou nos primeiros 3 jogos e depois  perdeu o resto da temporada com uma contusão no ombro. Parker e Mendenhall devem alternar nos 1° e 2° downs enquanto Mewelde Moore assume como 3rd down back já que faz um melhor trabalho recebendo passes e no chamado blitz pickup que é a capacidade de identificar os blitzers da defesa adversária e evitar que eles cheguem ao QB. Frank “The Tank” Summers deve jogar pouco tempo, mais como Fullback e Running Back em situações de poucas jardas.

Wide Receivers : Hines Ward, Santonio Holmes, Limas Sweed, Mike Wallace, Shaun McDonald e Stefen Logan

-Hines Ward é o go-to-guy de Big Ben e vai ser o alvo procurado em situações críticas como 3rd downs e em passes mais curtos. Santonio Holmes é um dos melhores playmakers da NFL e eu pessoalmente gostaria de ver ele recebendo mais bolas esse ano. Limas Sweed se mostrou nessa pré-temporada um jogador completamente diferente do novato sem confiança do ano passado. Ele vai ter sua grande chance de provar que valeu o investimento (2nd round pick) já que entra na temporada como 3° WR e deve ser bem acionado por Big Ben por ser um alvo grande, o  WR mais alto do time. Mike Wallace é o jogador mais rápido do time e se mostrou muito bem para um novato na pré-temporada. Shaun McDonald é um jogador experiente e de características que lembram a de Hines Ward como um WR que não dropa bolas e é um alvo confiavel no meio do campo. Stefan Logan se garantiu no roster final por suas habilidades como retornador.

Tight Ends : Heath Miller, Matt Spaeth e David Johnson

-Heath Miller é um dos TE mais completos da liga. Bloquea bem e é um ótimo alvo para Big Ben no jogo aéreo. O “gigante” Matt Spaeth é um TE mediano, mais usado nos bloqueios do que no jogo de passes e exerce um papel relativamente importante no ataque de Bruce Arians, que prefere formações com 2 TE a formações com 1 FB no backfield. David Johnson é um rookie de 7° round que surpreendeu a todos e conseguiu seu lugar no roster. Na pré-temporada se mostrou um ótimo bloqueador (inclusive foi o único jogador que conseguiu empurrar James Harrison uma polegada para trás) e deve exercer um papel semelhante ao de Sean McHugh na temporada passada, ou seja, um jogador que pode ser um hibrido entre TE e FB.

Offensive Tackles : Max Starks, Willie Colon, Tony Hills e Ramon Foster

-Starks é um LT extremamente forte e grande. Tem como ponto forte os bloqueios no jogo corrido mas não tem tanta agilidade e por isso tem dificuldades contra DEs rápidos como Dwight Freeney e Jason Taylor. Willie Colon é um caso muito parecido com Starks, bom no jogo corrido e no maximo regular no “pass blocking”. Tony Hills se mostrou muito melhor nessa pré-temporada do que na temporada passada, a sua primeira na NFL. Hills se mostrou muito bem em algumas partidas como contra o Cardinals. É o reserva imediato para as duas posições de OT. Ramon Foster é um rookie undrafted que apareceu como surpresa e que deve ser trabalhado por um tempo até estar pronto pra jogar na NFL.

Guards : Chris Kemoeatu, Trai Essex e Kraig Urbik

-Chris Kemoeatu assinou um novo contrato na offseason e chega para essa temporada mais experiente depois de sua primeira temporada como LG titular. Kemo é um G muito forte e relativamente agíl para seu tamanho mas não é muito inteligente. A experiencia adquirida por Kemo na temporada passada deve ajudar muito o seu jogo nessa temporada. Trai Essex se aproveitou da contusão de Darnell Stapleton (que foi colocado na IR e só volta ano que vem) e assumiu a vaga de RG titular. Essex é originalmente um OT e vem trabalhando intensivamente nos ultimos tempos para se adaptar completamente a nova posição. Kraig Urbik foi draftado na 3° rodada do último draft e está sendo trabalhado para assumir como guard titular no futuro.

Centers : Justin Hartwig e Doug Legursky

-Justin Hartwig foi creditado como o C que mais cedeu sacks na temporada passada. Apesar disso, Hartwig fez uma temporada sólida e foi um upgrade tremendo em relação a seu antecessor, Sean Mahan. Doug Legursky conseguiu seu lugar no roster depois de uma temporada no practice squad. Ele se apresentou bem quando teve que jogar com o time titular contra a defesa titular do Cardinals por causa da contusão de Hartwig. É um reserva confiável e pode ser nosso C do futuro já que Hartwig entra para seu último ano de contrato.

No ataque temos como ponto fraco a linha ofensiva mas esse é um grupo que eu pessoalmente acredito em melhora em relação às últimas duas temporadas.  Nas chamadas “skill positions” temos grupos fortes, principalmente os RBs. Os WRs dependem de como Sweed e Wallace vão ser comportar na temporada. Apesar de não ser a unidade mais forte do time e nem uma das mais fortes do campeonato, Big Ben deve garantir um desempenho pelo menos suficientemente bom do ataque durante o ano. Here We Go Steelers !